Chuva

Domingo andamos de bike por uns 15 km. Caminho legal, plano, margeando um rio. Estava anoitecendo e o céu apresentava uma coloração laranja magnífica. Depois de algum tempo pedalando chegamos a um ponto onde um agente de trânsito desviava o fluxo pra dentro de um bairro. A rua havia virado um grande lamaçal, e as ruas do bairro por onde passávamos também estavam com bastante lama. Mas, chegamos ao nosso destino e voltamos de lá numa boa, sem chuva. No dia seguinte eu vi em jornais fotos chocantes dos estragos causados pela chuva no bairro do outro lado do rio, bairro pobre. Muito triste isso. Os pobres se ferram mais até das ações do tempo.

Hoje andando de moto num sol maravilhoso, calorzão, de repente, olho a rua à frente um efeito bem legal… parecia que saía fumaça do chão… Reduzi e fui olhando, demorei alguns segundos pra imaginar o que fosse aquilo. A resposta veio em pingos, entrei na chuva e segui o caminho. O problema foi quando subi uma ponte. A Ponte estava alagada! A rua do lado, num nível bem mais baixo, estava limpa, e a ponte alagada! Cada coisa! Claro que não faltou um espírito de porco que esperou eu entrar na área alagada e acelerou o carro loucamente só pra ver a água voando pra cima de mim. Faz parte. Mas essa água é suja e fede. Mereço um banho de água limpa agora!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s